Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 03 Agosto |
São Martinho, Eremita
home iconReligião
line break icon

Carta aberta a um padre amigo recém-ordenado

26 juin 2016: Ordination sacerdotale en la cathédrale Saint Louis de Versailles. Pendant la litanie des saints, les prêtres allongés sur le sol prient avec leur évêque.

Edifa - publicado em 19/08/20

Oferecemos a você descobrir cinco cartas que o farão viajar pelas diferentes etapas da vida. Hoje, mergulhe na quarta carta desta série, destinada a um amigo no dia de sua ordenação sacerdotal

Querido amigo:

“Você é padre para sempre” (Sl 110). Por que você? “Minha vocação é dom e mistério”, escreveu São João Paulo II. Ele chamou para Si mesmo, a quem Ele queria “que estivessem com ele, e enviá-los para pregar” (Mc 3,14).

“Estamos aqui pela vontade do povo e só sairemos pela força das baionetas”, disse o vice revolucionário francês Mirabeau. Nós somos padres pela vontade de Deus e pelo chamado da Igreja, e isso nos dá uma força e uma liberdade que ninguém jamais pode tirar de nós.

Um pastor de acordo com o coração de Deus é sempre livre e não classificável. “Sou uma mistura de anarquista e conservador, mas em proporções que ainda precisam ser determinadas”, disse o ator e herói de guerra francês Jean Gabin. Nesta área, seja como Gabin.

Às vezes, você ouvirá que os padres são “como todo o mundo”. Isso é, ao mesmo tempo, verdadeiro e profundamente falso. É bem verdade que somos talvez mais “homens” do que muitos homens, porque medimos nossa fraqueza e nosso pecado por frequentar a santidade do Mestre.

O sacerdócio é uma realidade tão alta que às vezes é impossível não traí-la. Também somos muito humanos porque mantemos nossas vidas nas fronteiras de alegrias e tristezas, nas fronteiras do Céu e da Terra.

Entramos nas casas para abençoar os doentes, submergimos as crianças nas águas batismais, somos o Alfa e o Ômega, na tagarelice do recém-nascido e na agonia da morte dos moribundos. Temos imensas alegrias, com pesadas dores e enormes segredos. Sabemos o que há nas pessoas.

Ao mesmo tempo, dizer que somos “como todo o mundo” é absolutamente falso. Também são palavras vãs, porque cada pessoa é uma exceção. Não somos como todo o mundo, porque somos homens de Deus que agimos na pessoa de Jesus Cristo, vestidos com sua autoridade na medida de nossa obediência.

O essencial de nossa vida continua sendo uma realidade oculta, a da oração, a do trabalho e a da tristeza aceita com amor. Não reivindique essa “diferença” como um direito, assuma isso como um dever. Avance com Abraão “como se você visse o invisível”.

Toda fertilidade está enraizada na vida interior e, asseguro-lhe, um segredo que você já conhece: também é obtido no sofrimento. Nossa própria luta espiritual, os gritos do povo, nos atingem como ondas incessantes do mar.

O santo padre de Ars disse que “o sacerdócio é o amor do Coração de Jesus”, ferido pela angústia do povo. As almas nascem com dor e na renúncia ao espírito de possessão. Damos a vida inteira para dar a luz a Deus nas almas e devemos aceitar nunca reter a vida dos outros por nós mesmos. “Eles têm apenas um Pai” (Mt 23,9). Passamos como Cristo passa, na liberdade de um amor que se doa completamente sem jamais se deixar possuir. “Essa é a alegria que me inunda. Ele tem que crescer e eu tenho que diminuir ”(Jo 3,29). Irmão, que sua felicidade permaneça!


HAPPY, MARRIED, COUPLE

Leia também:
Carta aberta aos noivos para o dia do casamento


Happy, Woman, Work

Leia também:
Carta aberta a um amigo que encontrou o seu primeiro emprego


PREGNANCY,

Leia também:
Carta aberta para um bebê no ventre de sua mãe

Padre Luc de Bellescize

Tags:
IgrejaPadressacerdotesSacramentos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
4
Pe. Edward Looney
Padre revela: por que sempre levo água benta comigo ao viajar
5
MAN
Reportagem local
Oração da noite para serenar o espírito e pacificar a ansiedade
6
sacerdotes
Reportagem local
Suicídio de sacerdotes: desabafo de padre brasileiro comove as re...
7
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
Ver mais