Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Conheça a casa da Virgem Maria

Compartilhar

Perto de Éfeso, a sete quilômetros de Selçuk, se encontra aquela que teria sido a residência da Virgem durante seus últimos anos de vida

 

Uma antiga tradição cristã diz que, fugindo da perseguição em Jerusalém, São João Evangelista teria levado consigo a Virgem Maria para Éfeso, na região de Esmirna, na Turquia, onde ambos passariam os últimos anos de suas vidas. A tradição – tanto católica como ortodoxa – diz que este é o local de onde a Virgem Maria foi elevada ao céu.

Dois padres vicentinos, do colégio francês de Esmirna, encontram a casa em 1891. Cinco anos mais tarde, o Papa Leão XIII visitou o local, e declarou oficialmente como um monumento para os cristãos. Ele também foi visitado por Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI.

O edifício é uma pequena igreja bizantina do século XIII, sobre uma estrutura datada entre o VI e VII, construída por sua vez sobre um assentamento, este sim, do século I. Peregrinos cristãos de todas as denominações, e também muçulmanos, visitam o local ano após ano, especialmente em 15 de agosto, data da Assunção de Maria.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.