Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

Papa Francisco reza por Alfie, o bebê que a justiça ordenou que morra (!)

Alfie Evans e o pai Thomas
Alfie's Army Official
Compartilhar
Comentar

Pais do bebê, desolados: “O Alfie não está pronto e nós não estamos prontos para deixá-lo morrer”

Na noite desta quarta-feira, 4 de abril, a conta oficial do Papa Francisco no Twitter publicou uma mensagem na qual pede que o pequeno Alfie Evans seja acompanhado com compaixão.

Alfie é o bebê inglês cujo suporte vital pode ser desconectado a pedido dos seus próprios médicos, que contam com a permissão da assim chamada justiça britânica, apesar do veemente desejo dos pais de continuar em busca de tratamento.

O Papa Francisco escreveu:

Twitter Papa Alfie
Twitter Papa Francisco

“É minha sincera esperança que seja feito todo o possível para continuar acompanhando o pequeno Alfie Evans e que o profundo sofrimento de seus pais seja ouvido. Estou rezando por Alfie, por sua família e por todos os envolvidos”.

Quem é o pequeno Alfie

ALFIE EVANS
Facebook I Alfie's Army

Alfie Evans tem 22 meses de idade. Ele está internado no hospital pediátrico Alder Hey, de Liverpool, no Reino Unido, em estado de coma. Os médicos do hospital nunca conseguiram fazer um diagnóstico exato da enfermidade do bebê, descrita genericamente como “possível desordem metabólica”, mas, ainda assim, o hospital pediu à justiça britânica que retirasse a custódia do menino dos próprios pais, Thomas e Kate Evans, a fim de poder desconectá-lo do respirador artificial. Médicos da instituição disseram que a “qualidade de vida” de Alfie não é “tolerável” e que é “inútil” proporcionar tratamento a ele.

Oferta do hospital vaticano

Por outro lado, o hospital italiano Bambino Gesù, ligado ao Vaticano, se ofereceu formalmente para receber o menino, diagnosticá-lo e procurar uma possível cura. A instituição chegou a enviar médicos a Londres para examinarem o bebê. A situação de Alfie tem pouquíssimas possibilidades de reversão e os próprios médicos do Bambino Gesù alertaram claramente para os altos riscos envolvidos na viagem do bebê para a Itália – mas os pais querem continuar tentando ao menos encontrar um diagnóstico preciso e, talvez, por mais remota que seja, alguma chance de tratamento para o filho.

Saiba mais: O “hospital do Papa” que atende 1,5 milhão de crianças por ano

Quem pode decretar que um bebê deve morrer?

ALFIE EVANS
💂💜Alfies Army Official💂💙/Facebook

Esta é a questão mais preocupante envolvida no caso: por que o Estado teria alguma prerrogativa de impedir que os pais de um bebê doente tentassem um tratamento, por mais remotas que fossem as possibilidades de êxito? Com que base um Estado teria o direito de se intrometer a esse ponto numa decisão de família que visa o bem de uma criança?

O “exército” que luta por Alfie

A luta de Thomas e Kate chamou a atenção do mundo inteiro e dezenas de milhares de pessoas têm-lhes dado apoio, formando nas redes sociais o “Exército de Alfie”. O próprio Papa faz parte desse exército.

O advogado da família declarou recentemente:

“Eles estão lutando para ter mais alguns meses e continuar procurando opções. É uma posição que milhões de pais em todo o mundo adotariam. Ele morrerá lutando, mas morrerá como um herói. Milhões de pessoas considerarão essa morte nobre e heroica”.

O pai, Thomas, afirmou o mesmo:

“Se o Alfie morrer na viagem, ele vai morrer como um herói. Vai morrer como um soldado. Ele merece viver, merece ser levado a outro lugar e ter alguma opção. Eu sempre tenho esperança”.

“Justiça” ditatorial

No entanto, nada disso comoveu a “justiça” britânica. Assim como no caso igualmente trágico do pequeno Charlie Gard, os “fazedores de justiça” do Reino Unido resolveram que Alfie não é digno de continuar tentando.

Os três juízes da corte de apelação negaram no começo de março o recurso apresentado pelos pais de Alfie, reafirmando, por unanimidade, a decisão da Corte Suprema, que, em 20 de fevereiro, tinha considerado “cruel, injusto e desumano” permitir que o bebê em “estado semi-vegetativo” continuasse vivendo com um respirador artificial.

Os pais de Alfie

Os pais estão desolados. Em uma declaração de partir o coração, o pai do menino disse à rede BBC:

“O Alfie não está pronto e nós não estamos prontos para deixá-lo morrer”.

CHARLIE GARD AND ALFIE EVANS
Alfie's Army | Charlie Gard | Facebook

Mais a fundo:

Caso do bebê Charlie: as duas questões que precisam ser esclarecidas

Aleteia Top 10
  1. Lidos
    |
    Compartilhados
  2. Giovanni Marcotullio / Francisco Vêneto
    Entre insultos estarrecedores à família, juiz …
  3. Prof. Felipe Aquino
    São Jorge é santo mesmo?
  4. Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
    Papa: por que devemos fazer o sinal da cruz nos …
  5. Giovanni Marcotullio / Redação da Aleteia
    Aleteia está em Liverpool para acompanhar a luta …
  6. Giovanni Marcotullio / Francisco Vêneto
    Entre insultos estarrecedores à família, juiz …
  7. Ary Waldir Ramos Díaz / Redação da Aleteia
    Papa: por que devemos fazer o sinal da cruz nos …