Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Pesquisas comprovam: hobbies como a jardinagem são benéficos à saúde

WORK
Joshua Resnick / Shutterstock
Compartilhar

Reúna as ferramentas, as luvas, o chapéu e mãos à obra!

Você pode duvidar, mas estudos comprovaram que, no longo prazo, cuidar do jardim traz benefícios semelhantes aos obtidos com a prática de exercícios aeróbicos numa academia. Essa informação foi publicada em artigo do British Journal of Sports Medicine após pesquisas indicarem que hobbies como a jardinagem, quando praticados regularmente, auxiliam na diminuição das taxas de morte por câncer e de doenças cardiovasculares na população. 

De acordo com o levantamento, atividades como plantio de flores, podas de arbustos, corte de canteiros, entre outras, trazem benefícios ao corpo semelhantes aos alcançados com exercícios. Realizada ao longo de 11 anos, a pesquisa foi baseada em dados de quase 90.000 participantes com idade que varia de 40 a 85 anos e que afirmaram praticar atividades como dança, caminhada, pintura, jardinagem e natação em seus momentos de lazer.

A partir de dados fornecidos pela National Health Interview Survey, pesquisa realizada anualmente nos Estados Unidos pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, os pesquisadores constataram que realizar essas atividades semanalmente, numa escala de duração que pode ir de 10 a 59 minutos, pode reduzir em 18% o risco de morte causada por doenças cardiovasculares e câncer. E esse índice sobe a 31% entre as pessoas que, ao longo da semana, dedicam de 150 a 299 minutos de seu tempo ao hobby preferido.

Embora tenha dados surpreendentes, a pesquisa não é a primeira a mostrar que a jardinagem melhora a qualidade de vida de seus adeptos. Anteriormente, estudos já indicaram que ela reduz a incidência de casos de depressão e ansiedade, contribuindo para a melhoria da saúde mental de quem a pratica.