Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconAtualidade
line break icon

Intolerância: time feminino do Vaticano é alvo de mensagens hostis das adversárias

Time futebol feminino Vaticano

Vatican Media

Time de futebol feminino do Vaticano

Reportagem local - publicado em 24/06/19

Em vergonhoso espetáculo de agressividade ideológica, partida supostamente "amistosa" na Áustria leva à retirada das atletas vaticanas

A partida supostamente “amistosa” que marcaria festivamente a estreia do time feminino de futebol do Vaticano em um estádio estrangeiro estava agendada para este sábado, 22 de junho, em Viena, a capital da Áustria, mas surpreendentes e lamentáveis provocações impostas premeditadamente pelas adversárias levaram à suspensão do jogo.

Durante a execução do hino do Estado da Cidade do Vaticano, algumas jogadoras da equipe austríaca F.C. Mariahilf levantaram as camisetas e expuseram mensagens, escritas em seus próprios corpos, com hostilidades para com a Igreja católica e em defesa do aborto e de pautas ideológicas do lobby LGBT. Simultaneamente, confirmando a premeditação do ato, pessoas presentes nas arquibancadas levantaram faixas do mesmo tipo.

O time feminino do Vaticano, que havia sido convidado para celebrar os 20 anos da equipe austríaca, não esperava tal agressividade.

Para muitos internautas que lamentaram nas redes sociais este episódio de incivilidade, as anfitriãs agiram como quem prepara uma “emboscada”: primeiro, convidaram as atletas vaticanas para uma partida festiva; depois, receberam-nas com aparente cordialidade; e, por fim, já na hora de iniciar o jogo, durante um momento que deveria ser de grande respeito pelas adversárias, atacaram-nas com um espetáculo de intolerância, traindo não apenas os princípios mais elementares da hospitalidade, mas os próprios valores basilares do esporte.

Reação de dignidade

As atletas e a equipe técnica do time vaticano tomaram imediatamente a decisão inevitável de retirar-se de campo sem ceder a essa tentativa oportunista e vergonhosa de instrumentalização da sua presença em favor de pautas ideológicas intolerantes.

Preservando a sua dignidade e a defesa dos seus valores mais elevados, elas retornaram ao vestiário, deixando atônitas as jogadoras austríacas – algumas das quais, depois deste vexame, demonstraram arrependimento por tamanha falta de respeito.

Vergonha tardia

Em declarações à emissora austríaca ORF, uma das jogadoras do F.C. Mariahilf declarou sobre o gesto de intolerância:

“[As ativistas] não estavam cientes das consequências da ação. Nós queríamos jogar a partida de futebol. Não sabiam que o protesto durante a interpretação do hino do Vaticano, e na presença do Núncio Apostólico, pudesse ser prejudicial ao esporte e arruinar muitas semanas de preparação”.

De fato, a agressão foi cometida em campo enquanto estava presente no estádio, como convidado de honra, o núncio apostólico dom Pedro López Quintana.

Motivação adicional para um time inexperiente

O time de futebol feminino do Vaticano é jovem e, por enquanto, ainda inexperiente nos estádios: a sua primeira partida, jogada em 26 de maio deste ano contra o time italiano da Primavera deRoma, terminou com uma dura derrota por 10 x 0.

O ambiente em campo, no entanto, foi bem diferente do show de intolerância sofrido em Viena: as jogadoras italianas demonstraram grande incentivo e respeito pelas atletas iniciantes, além de companheirismo e genuíno espírito esportivo.

__________

Com informações do Vatican News e da agência ACI Digital




Leia também:
…E mais intolerância: publicidade ofensiva à Virgem Maria é premiada na Itália

Tags:
EsporteIdeologiaintoleranciaPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia