Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Você se sente deprimido? O Papa Francisco tem uma palavra para você

ANXIETY
Shutterstock
Compartilhar

São 3 as atitudes necessárias e as graças que devemos pedir ao Senhor nesses momentos

Este estado obscuro da alma – sem esperança, desconfiado, sem vontade de viver – tem nome. E é preciso saber identificá-lo para poder superá-lo, afirma o Papa Francisco.

Tal estado chama-se “desolação espiritual“. O Papa falou sobre isso e deu dicas de como sair dessa condição em uma homilia na Casa Santa Marta (27/09/2016).

Quando a pessoa se encontra deprimida e sem vontade de viver, é preciso pedir ao Senhor 3 graças.

A primeira delas é a do reconhecimento: “reconhecer a desolação espiritual.”

A segunda é a graça da oração: “rezar quando nos sentimos dominados por este estado de desolação espiritual.

E a terceira é a graça do acompanhamento: “saber acompanhar as pessoas que sofrem momentos difíceis de tristeza e de desolação espiritual.”

O Papa Francisco reconhece e explica a gravidade da desolação espiritual. Tanto é que ele a compara à situação vivida por Jó na Bíblia.

Jó sofria porque tinha perdido tudo. Todos os seus bens, inclusive os seus filhos. E depois adoeceu de uma doença semelhante à lepra: grave, cheio de chagas.

Segundo o Papa, o sofrimento de Jó “era tal que a um certo ponto, ele abriu a boca e amaldiçoou o seu dia, o que lhe acontecia, dizendo: «Pereça o dia em que nasci e a noite em que foi dito: foi concebido um varão. Seria melhor que tudo isto não tivesse acontecido. Melhor a morte do que viver assim»”.

No entanto, o Papa Francisco explica que Jó não quis amaldiçoar o Senhor. Ele apenas desabafou, diante da sua carga de sofrimento.

Este estado obscuro da alma, sem esperança, desconfiado, sem vontade de viver nem de ver o fim do túnel, com muita agitação no coração e nas ideias», é vivido por todos os homens e mulheres.

1
Reconhecer

A desolação espiritual “faz-nos sentir como se tivéssemos a alma esmagada, que não quer viver: é melhor a morte!, foi o desabafo de Jó, melhor morrer do que viver assim.”

Mas “quando o nosso espírito está neste estado de tristeza ampliada, que quase não temos fôlego, devemos compreender que isto acontece a todos: de modo mais ou menos acentuado, mas acontece a todos”.

Trata-se de um convite a “compreender o que acontece no nosso coração”, a questionar-nos sobre “o que deveríamos fazer quando vivemos estes momentos obscuros, devido a uma tragédia familiar, uma doença, ou outra situação que nos desanima”.

O Papa Francisco diz que não adiante buscar refúgio apenas em medicamentos, nem muito menos começar a beber “dois, três, quatro copos para esquecer”, pois isso não resolve.

2
Rezar

A primeira atitude é rezar. “Oração forte, forte, forte”, pede o Papa, citando o Salmo 87 (“chegue a ti a minha oração, Senhor” – leia a íntegra abaixo).

Foi isso que fez Jó: “Clamo, dia e noite. Por favor, ouve a minha súplica”.

Portanto, é uma oração que consiste em “bater à porta, mas com força: ‘Senhor, estou cansado de desventuras. A minha vida está à beira do inferno. Sinto-me como aqueles que descem à fossa, sinto-me como um homem já sem forças'”.

Na vida – disse o Papa – “quantas vezes nos sentimos assim, sem forças’.

Contudo ‘o próprio Senhor nos ensina como rezar nestes momentos difíceis: “Senhor, lançaste-me na fossa mais profunda. Pesa sobre mim o teu furor. Chegue a ti a minha oração”.

Devemos rezar desse modo nos momentos difíceis, obscuros, de desolação, esmagadores, que nos sufocam.

Porque isso é “rezar com autenticidade’ e, de qualquer maneira, serve ‘inclusive para desabafar como desabafou Jó com os filhos. Como um filho’.

3
Acompanhar

Diante de uma pessoa que está passando pela desolação espiritual, as palavras podem ferir.

Por isso, basta apenas estar próximo, de modo que a pessoa que sofre sinta a proximidade, sem fazer discursos.

Quando uma pessoa sofre, está na desolação espiritual, devemos falar o menos possível e ajudar com o silêncio, a proximidade, as carícias e a oração diante do Pai.

Eis a íntegra do Salmo 87 para você recitar com fé

Senhor, meu Deus, de dia clamo a vós, e de noite vos dirijo o meu lamento. Chegue até vós a minha prece, inclinai vossos ouvidos à minha súplica. Minha alma está saturada de males, e próxima da região dos mortos a minha vida. Já sou contado entre os que descem à tumba, tal qual um homem inválido e sem forças. Meu leito se encontra entre os cadáveres, como o dos mortos que jazem no sepulcro, dos quais vós já não vos lembrais, e não vos causam mais cuidados. Vós me lançastes em profunda fossa, nas trevas de um abismo. Sobre mim pesa a vossa indignação, vós me oprimis com o peso das vossas ondas. Afastastes de mim os meus amigos, objeto de horror me tornastes para eles; estou aprisionado sem poder sair, meus olhos se consomem de aflição. Todos os dias eu clamo para vós, Senhor; estendo para vós as minhas mãos. Será que fareis milagres pelos mortos? Ressurgirão eles para vos louvar? Acaso vossa bondade é exaltada no sepulcro, ou vossa fidelidade na região dos mortos? Serão nas trevas manifestadas as vossas maravilhas, e vossa bondade na terra do esquecimento? Eu, porém, Senhor, vos rogo, desde a aurora a vós se eleva a minha prece. Por que, Senhor, repelis a minha alma? Por que me ocultais a vossa face? Sou miserável e desde jovem agonizo, o peso de vossos castigos me abateu. Sobre mim tombaram vossas iras, vossos temores me aniquilaram. Circundam-me como vagas que se renovam sempre, e todas, juntas, me assaltam. Afastastes de mim amigo e companheiro; só as trevas me fazem companhia…

Boletim
Receba Aleteia todo dia