Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Só 29% dos franceses de até 35 anos sabem de cor a Ave-Maria

Young Praying

© Philippe Lissac / GODONG

Reportagem local - publicado em 21/08/20

Pesquisa de 2020 repetiu as mesmas perguntas de outra enquete de 1988, permitindo uma comparação entre as gerações

Uma relativa persistência da cultura cristã entre os franceses maiores de 50 anos, mas um notável afastamento entre os menores de 35: este é o resultado de uma pesquisa realizada no país pelo jornal Le Monde com as mesmas questões utilizadas numa pesquisa de 1988.

No final dos anos 80, 67% dos entrevistados disseram saber rezar o Pai-Nosso e 61% a Ave-Maria. Hoje, os que conhecem o Pai-Nosso são 56% e os que sabem a Ave-Maria são 46%. Estes são os resultados apresentados pelo conjunto dos entrevistados, que, neste mês de agosto de 2020, foram 1.009 pessoas estatisticamente representativas da sociedade francesa.

Já quando se aborda especificamente o público de até 35 anos, os números mudam de figura: apenas 29% sabem de cor a Ave-Maria.

Outras cifras significativas sobre os franceses no tocante ao catolicismo:

  • Sabem que a Páscoa cristã celebra a Ressurreição de Jesus: são 44% em 2020, um ligeiro aumento em relação aos 43% de 1988.
  • Sabem que a Ascensão é a subida de Jesus aos Céus: são 37% em 2020, mesmo número de 1988.
  • Têm um terço: caíram de 87% em 1988 para 62% em 2020.
  • Têm um crucifixo em alguma parede de casa: eram 85% em 1988 e agora são 51%.

Apesar da secularização, também há na França consistentes grupos de jovens e famílias que praticam e impulsionam a vivência da fé. De fato, cenas de franceses rezando juntos e publicamente surpreenderam muitas pessoas mundo afora em abril do ano passado, logo após o incêndio que atingiu a catedral parisiense de Notre-Dame. E não foi apenas pela emoção do momento: o país conta com católicos em menor quantidade, mas de maior consciência e convicção. É uma tendência em dezenas de países desenvolvidos e em desenvolvimento.




Leia também:
Sim, os católicos franceses rezam: e rezam em público, de joelhos, convictamente

Tags:
ReligiãoSociedade
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia