Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 22 Junho |
Santo Eusébio de Samosata
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

A resposta de um médico católico numa entrevista crucial: “Você faria um aborto?”

Cristo Redentor como médico

CARL DE SOUZA / AFP

Reportagem local - Comunidade Shalom - publicado em 23/02/21

"Aquela derrota era uma vitória dos meus valores", avalia o doutor Leandro Rua

A resposta de um médico católico durante uma entrevista crucial em seu início de carreira está sendo aplaudida nas redes sociais. Quem compartilhou a história foi o próprio protagonista, o médico Leandro Rua. Consagrado na Comunidade de Aliança Shalom, o cardiologista foi confrontado, naquela ocasião, com o drama do aborto: ele, como profissional da medicina e como católico, realizaria um aborto?

O portal da Comunidade Shalom transcreveu o testemunho, do qual extraímos as seguintes e impactantes passagens: “Quando eu fui fazer minha prova de residência, em 2007, tinha o sonho de passar para uma instituição famosa localizada em São Paulo. Eram três fases. Passei nas duas primeiras, a teórica e a prática, e fui encaminhado para a entrevista. No currículo que a instituição pedia que preenchêssemos havia uma parte que pedia a descrição de ações realizadas não relacionadas à profissão. E eu falei que coordenava um grupo de oração na universidade, que havia mediado uma mesa temática do congresso de universitários católicos. Ao entrar na sala da entrevista, reparei naquela mesa cheia de gente nova, bonita, aparentemente bem sucedida. Na minha cabeça eu pensava: ‘Quero ser igual a eles’. Foi um sacrifício para chegar àquela entrevista. Foram muitos desafios. Eu estava vivendo um misto de emoções naquele momento. Era a minha profissão em jogo. Esqueceram todo o meu currículo e só perguntaram pela parte religiosa”.

A resposta de um médico católico numa entrevista crucial

O doutor Leandro prossegue o relato:

“Então fizeram a última pergunta: ‘Me responda uma coisa. Você faria aborto se a instituição te pedisse?’ Eu falei que não, porque aborto é crime. Eles mudaram a pergunta: ‘Supondo que o aborto seja legalizado no Brasil, você faria?’ Naqueles dez segundos eu fui percebendo para onde estava sendo conduzida aquela entrevista. Eu vi meu sonho se perdendo. E respondi: ‘Não faria, por objeção de consciência'”.

“Tudo está consumado”

O testemunho continua:

“Após aquela entrevista, não me senti derrotado. Recordo-me que não fiquei triste, apesar de que não ia dar em nada aquela entrevista. Veio-me uma paz tão serena, tão profunda, que nem eu sabia explicar! Recordei-me de um livro que li, do Cardeal Cantalamessa, quando ele cita o discurso do centurião aos pés da cruz, olhando Jesus crucificado, morto, ferido pela vida, gritando ‘Tudo está consumado’. Ele olhou Jesus e não viu ali um derrotado. Ele cita: ‘Jamais houve morte como esta. A sua batalha não era contra a morte. A morte era sua serva, não sua senhora. Não era um homem derrotado sobre a Cruz. A sua batalha era contra algo mais grave. Acabou soltando um grande grito de vitória: Tudo está consumado. Eu entendo alguma coisa de combates e combatentes. Eu reconheço um grito de vitória entre mil'”.

“Ele e os Seus valores venceram em mim”

O cardiologista católico finaliza o seu testemunho com uma avaliação daquela suposta “derrota”:

“Eu não passei por uma derrota, apesar de que, aos olhos do que fui fazer, foi uma derrota: não ter passado no concurso de residência. Aquela derrota era uma vitória dos meus valores, vitória de um teste mesmo que eu fiz da minha amizade com Aquele que eu sirvo. Eu percebi que, na minha maior aspiração ou missão, eu não sucumbi, não fui derrotado, mas Ele e os Seus valores venceram em mim”.

Confira o testemunho do doutor Leandro, compartilhado por ele próprio em sua rede social:

View this post on Instagram

A post shared by Leandro Rua | Cardiologista (@rua_leandro)


médicos

Leia também:
Objeção de consciência faz 50% de médicos recusarem aborto em hospital argentino

Tags:
AbortoTestemunhoVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
Frank Stephens Global Down Syndrome Foundation
Reportagem local
“Eu tenho Síndrome de Down e não deveria precisar justifica...
4
SPANISH FLU
Philip Kosloski
Os poderosos conselhos do Padre Pio durante uma pandemia na Itáli...
5
Imagem de Nossa Senhora intacta após explosão
Francisco Vêneto
Viraliza imagem de Nossa Senhora intacta após explosão de carro-b...
6
Gelsomino Del Guercio
Estuprada, queimada viva e salva pela chuva: mas o milagre maior ...
7
Miguel Cuartero Samperi
Menino de 2 anos obrigado a se transformar em menina: uma tortura...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia