Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 19 Abril |
São Leão IX
home iconEstilo de vida
line break icon

O que um homem cristão deve fazer se estiver com depressão?

CRISIS

LightField Studios | Shutterstock

Theresa Civantos Barber - publicado em 15/03/21

Livro aborda a perspectiva de um homem cristão sobre como conviver com a depressão e superar a doença

Parece um estereótipo, mas uma pesquisa confirma: homens com depressão têm muito menos probabilidade de receber tratamento do que mulheres.

As razões para essa diferença são difíceis de desvendar. Podem ser, por exemplo, o estigma em torno de questões de saúde mental, a falta de apoio social ou desconhecimento dos recursos de saúde mental, entre outras coisas.

Seja qual for a causa, algo precisa mudar. Depressão e suicídio são as principais causas de morte entre os homens. Obter ajuda profissional  pode fazer a diferença entre a vida e a morte.

Os cristãos e a depressão

Um novo livro em inglês chamado Beauty in the Browns, pode ser útil para qualquer pessoa que enfrente a depressão – especialmente os homens cristãos. O autor, Paul Asay, é um escritor e crítico de entretenimento. Ele já publicou vários livros e escreve aqui na Aleteia também (clique aqui para ler seus artigos)

Asay não havia compartilhado publicamente sobre sua saúde mental até escrever seu novo livro, embora ele escreva para viver e tenha vivido com depressão por décadas. Mas ele foi inspirado a compartilhar sua história quando seu filho também teve depressão.

No livro, ele conta que demorou muito para buscar ajuda profissional. Como muitas pessoas, especialmente muitos homens, ele relutava em aceitar que precisava de ajuda.

“Acho que todos nós, especialmente os homens, gostamos de pensar que somos autossuficientes. Não precisamos de ajuda. Podemos nos levantar e superar tudo o que a vida nos joga” disse ele em entrevista a Aleteia. “Há mérito em pensar dessa forma, às vezes. Mas, honestamente, muitas vezes não é verdade e, eu acho, é um pouco anti-bíblico”, acrescentou.

Coragem para pedir ajuda

Para o autor, é preciso coragem para admitirmos que precisamos de ajuda. Mas permitir que outros nos ajudem faz parte do ser humano. Afinal, todos nós precisamos da graça de Deus e há uma profunda humildade em nos permitir aceitar ajuda.

“Devemos ajudar uns aos outros com nossos fardos. Devemos nos apoiar um no outro quando precisamos.Todos nós, sofrendo de depressão ou não, somos criaturas quebradas, que precisam da ajuda de nossos amigos, de nossa família e, mais especialmente, de nosso Deus”, explicou Asay.

Com o tempo, Asay diz que sua perspectiva mudou. Sua relutância inicial em obter ajuda profissional para lidar com a depressão foi substituída por um entendimento de que a saúde mental é outra faceta da saúde geral. Disse ele:

“Eu vejo assim: você quebra um braço e é óbvio que precisa de uma ajudinha profissional para consertar a coisa. Quando algo dá errado com sua mente, não é tão óbvio, mas a mesma dinâmica ainda está em jogo. Claro, você pode conseguir esconder com mais eficácia do que um braço quebrado. Você pode até mesmo ignorar por um tempo. Mas se você deseja que melhore – se você deseja se sentir melhor – você deve procurar um especialista que possa te ajudar com isso.”

Saúde mental e vocação

Para os cristãos, pode ser útil considerar que procurar ajuda em relação à saúde mental pode ser uma parte importante do cumprimento de nossas vocações. Deus criou cada um de nós para uma missão e propósito específicos. Melhorar a saúde mental pode ajudar uma pessoa a cumprir essa missão da melhor maneira possível.

“Ninguém pode se considerar fraco por procurar ajuda para curar a depressão. Essa ajuda pode ser o catalisador para nos colocar de volta no caminho certo e fazer tudo o que Deus nos colocou nesta terra para fazer. Se somos verdadeiramente ferramentas nas mãos de Deus, devemos a nosso Criador ser o mais funcional possível – e isso significa obter ajuda quando precisamos”, finaliza Asay.


MULHER AO AR LIVRE

Leia também:
As decisões que te ajudam a vencer a depressão todos os dias

Tags:
CristãosDepressãoSaúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
4
BENEDICT XVI
Reportagem local
Em nova e extensa biografia, Bento XVI desmascara o atual “...
5
MARY, CRUSH, SNAKE
Desde la Fe
10 poderosas armas para lutar contra o demônio
6
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
7
SPANISH FLU
Bret Thoman, OFS
Como o Padre Pio encarou a pandemia de gripe espanhola
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia