Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 21 Fevereiro |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Deus não pode me obrigar a ir à Missa, mas é obrigado a curar minha doença?

arrogante

Pixabay / CC

Reportagem local - Pe. Gabriel Vila Verde - publicado em 25/05/21

"Esse 'deus' dos tempos modernos é um ídolo", denuncia o pe. Gabriel Vila Verde: "nós mesmos subimos num trono e dizemos o que é verdade e o que não é"

Deus não pode me obrigar a ir à Missa, mas é obrigado a curar minha doença? Quem faz esse provocativo questionamento é o pe. Gabriel Vila Verde, que, via rede social, publicou as seguintes reflexões:

“Nós costumamos dizer que temos sede de Deus, mas qual é o ‘deus’ que muitas vezes procuramos?

Aquele deus de acordo com as nossas ideias:

  • Um deus confortável, que não cobra, que não exige, que não fala, que não vê.
  • Um deus que atende todos os nossos desejos, como um gênio da lâmpada, mas que ao mesmo tempo não pode mudar nossos vícios.
  • Um deus que não pode me obrigar a ir à Missa todos os domingos, porque tira o meu lazer, mas que é obrigado a curar minha doença.
  • Um deus que não pode pedir a minha conversão porque ‘me fez assim’, mas que vai me salvar de qualquer jeito, em nome da misericórdia”.

“Deus não pode me obrigar a ir à Missa”

O padre prosseguiu, falando sobre o deus que nós criamos à nossa imagem e semelhança:

“Esse ‘deus’ dos tempos modernos é um ídolo. Na verdade, somos nós mesmos que subimos num trono e dizemos o que é verdade e o que não é. Saímos da idolatria e entramos na era da ego-latria.

Onde está o Deus vivo que deve ser adorado e obedecido acima de todas as coisas? Nas páginas fechadas da Bíblia”.

Tags:
DeusIdeologialiberdadeReligião
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia