Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconEm foco
line break icon

Abusos sexuais na Igreja: como persistir na fé, apesar dos escândalos

PRAYING

Cristian.Bucur | Shutterstock

Reportagem local - publicado em 06/10/21

Todos nós teríamos que sair da Igreja, caso ela fosse uma comunidade apenas dos que merecem o prêmio da perfeição

O relatório que revelou os escandalosos casos de abuso sexual na Igreja da França cometidos por clérigos ao longo de 70 anos voltou a deixar muitos católicos revoltados. Mais do que isso: a decepção com a prática abusiva de alguns clérigos acaba por provocar uma certa crise de fé. Isso porque tendemos a acreditar na Igreja e em seus membros como entidades santas, infalíveis.

Entretanto, é em situações como esta que devemos nos lembrar que “a Igreja só é santa porque é de Cristo, não nossa”.

Igreja santa?

Em artigo publicado pela Aleteia em 2018, o professor Miguel Pastorino, que é especialista em ecumenismo e história das religiões, explicou: afirmar que a Igreja é santa não significa afirmar que todos os seus membros são santos.

O autor enfatizou que Joseph Ratzinger já alertou que o sonho de uma igreja imaculada renasce em todas as épocas. Além disso, para o Papa Emérito as mais duras críticas à Igreja têm origem neste sonho irreal:

“A santidade da Igreja consiste no poder pelo qual Deus opera a santidade nela, dentro da pecaminosidade humana. É um dom de Deus, uma graça, que permanece apesar da infidelidade humana. É expressão do amor de Deus que não se deixa vencer pela incapacidade do homem, mas, apesar de tudo, sempre volta a mostrar-se-lhe bondoso, a recebê-lo exatamente como pecador, a voltar-se para o homem, a santificá-lo, a amá-lo”.

Joseph Ratzinger

Aproximar-se dos pecadores

Pastorino destaca ainda que a ideia de que a Igreja não se mistura com o pecado é um pensamento simplista e irreal. Neste sentido, o autor reproduz outro pensamento importante de Ratzinger acerca da incapacidade de Cristo de destruir os pecadores:

“Sua santidade revelava-se precisamente como procura dos pecadores que Jesus atraía para perto de si; como um misturar-se até o extremo de ele mesmo se ter tornado ‘pecado’, carregando a maldição da lei em seu suplício (…). Jesus atraiu a si o pecado e tornou-o parte dele, revelando deste modo o que é a autêntica ‘santidade’: não isolamento, não julgamento, mas amor salvador.”

Para Ratzinger, portanto, a imagem da justaposição entre a santidade de Cristo e a infidelidade humana é a dramática figura da graça neste mundo, pela qual se faz visível o amor gratuito e incondicional de Deus, que tanto ontem quanto hoje se senta para comer na mesa dos pecadores.

Igreja consoladora

Outra reflexão que o artigo provoca é a seguinte:

“A santidade quase imperceptível da Igreja tem algo de consolador. Porque nós certamente iríamos nos desanimar diante de uma santidade imaculada, judicial e arrasadora que não abraçasse a fragilidade humana e não oferecesse sempre o perdão a quem se arrepende de coração. De fato, todos teríamos que sair da Igreja, caso ela fosse uma comunidade dos que merecem o prêmio da perfeição.”

Abusos sexuais e milagres cotidianos

Os casos de abuso sexuais na Igreja da França nos fazem lembrar de uma importante declaração de uma leiga.

Em 2018, Nikki Haley, então embaixadora dos Estados Unidos junto à ONU, referiu-se aos escândalos de abusos sexuais cometidos por padres em seu país. Disse ela, de forma sábia, que seria “trágico” se os escândalos de abusos cegassem o mundo “diante das surpreendentes boas obras que a Igreja Católica realiza todos os dias”.

As boas obras, continuou ela, são “milagres que constituem o caminho da Igreja”, que faz um “trabalho incrível” para ajudar “milhões de pessoas desesperadas” em todo o planeta.

É nisso que devemos arraigar a nossa fé!

Tags:
Abusos SexuaiscriseFrançaPadres
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
3
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
4
Restauração da imagem de Aparecida por Maria Helena Chartuni
A12
Arrebentada em 200 pedaços: a impactante experiência da restaurad...
5
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
6
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
7
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia