Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 20 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Relíquia de São João Paulo II é furtada de basílica na Argentina

shutterstock_356760449.jpg

Shutterstock

Reportagem local - publicado em 23/11/21

Material sagrado era conservado na igreja há cinco anos

Criminosos furtaram um quadro com uma gota do sangue de São João Paulo II da Basílica do Santíssimo Sacramento em Buenos Aires, Argentina. Segundo o reitor da Missão Católica Polonesa no país, padre Jorge Jacek Twarog, o furto aconteceu no dia 21 de novembro.

A relíquia estava há cinco anos no local. Foi entregue pessoalmente ao padre Twarog pelo cardeal Stanislao Dziwisa, arcebispo de Cracóvia, no dia 19 de agosto de 20216.

A polícia investiga o caso, e a comunidade católica exorta os fiéis a fazer o possível para divulgar o furto, a fim de localizar o mais breve possível a relíquia de João Paulo II.

Furtos de relíquia

Infelizmente esse não é o primeiro furto de relíquia de São João Paulo II ao redor do mundo. Em 2020, por exemplo, criminosos roubaram a relíquia do sangue do Papa polonês que estava na catedral de Spoletto-Nursia, na Itália.

De acordo com a ACI Digital, esse foi o último caso de uma longa série de relíquias roubadas naquele país. As autoridades italianas registraram pelo menos nove ocorrências desse tipo nos últimos 30 anos. Vale ressaltar que os criminosos furtaram relíquias de vários santos.

Mas por que se roubam relíquias? Há vários motivos, mas o principal objetivo é alimentar o comércio clandestino de materiais sagrados na internet. Muitas vezes, entretanto, esses materiais funcionam como resgate. Além disso, há situações em que o furto expressa uma espécie de raiva ou revolta com a religião. Nesses casos, as relíquias acabam sendo devolvidas.

Com informações de ACI Digital

Tags:
Violência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia