Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 28 Setembro |
Santa Eustóquio
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Sabia que o bebê aprende a rir e chorar no útero?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
BAMBINO, UTERO, FETO

zffoto|Shutterstock

Paola Belletti - publicado em 12/08/22

Pesquisadores conseguiram estabelecer padrões de comportamento que correspondem a sentimentos e emoções específicos do bebê em gestação

A ciência já tentou espiar, procurando não ser tão invasiva, a vida maravilhosa e riquíssima do ser humano quando ele ainda está separado do mundo exterior pelo corpo materno. Já se sabe, por exemplo, que o bebê ainda dentro do útero desenvolve várias relações com a mãe, com outras pessoas que interagem com a mãe e com o feto, e também consigo mesmo.

Os bebês aprendem até a cadência de sua língua materna enquanto estão no útero materno. Eles praticam a compreensão e o reconhecimento de sons a ponto de, após o nascimento, poderem reconhecer melodias que só ouviram enquanto ainda estavam dentro do corpo da mãe.

Entretanto, foi só recentemente que os cientistas descobriram que os bebês em gestação “praticam” o choro. Um estudo da Universidade de Durham observou que os bebês são capazes de fazer expressões faciais a partir do segundo ou terceiro trimestres.

O estudo mostra que certas expressões faciais relacionadas ao choro e ao riso são cada vez mais comuns à medida que o desenvolvimento fetal avança. Quanto mais o crescimento de um bebê avança fisiologicamente, a incidência do que eles chamam de “gestalt de cara de choro” passa de 0% na 24.ª semana gestacional para 42% na 35.ª semana. E, no mesmo período de tempo, as expressões faciais de “cara de riso” saem de 0 para 35%.

A autora da pesquisa, Nadja Reissland, correlacionou essas observações com os marcos fisiológicos do desenvolvimento: se tais expressões estão parcial ou totalmente ausentes, é um sinal claro de que o desenvolvimento facial e geral da criança não está dentro da normalidade.

Marcos de desenvolvimento levam a habilidades importantes

Esse desenvolvimento da capacidade de expressar tristeza, sofrimento e alegria antes do nascimento é de vital importância, pois nos permite ter voz no mundo dos relacionamentos em que nascemos. Graças à “habilidade” de chorar, somos capazes de apresentar nossas necessidades primárias já no nascimento.

Mas como os cientistas podem dizer quando um feto está chorando usando ultrassom 4D? Não é através do som do choro ou por meio de lágrimas, mas de certos movimentos e comportamentos listados no estudo, como levantar a sobrancelha interna, abaixar a sobrancelha, franzir o nariz, movimentos do lábio inferior etc.

Enfim, o bebê adquire capacidades cada vez mais complexas em cada estágio de sua existência pré-natal, em preparação para seu futuro fora do útero. No entanto, ainda no útero, o feto já possui um conjunto complexo de experiências, positivas e negativas, que começam a construir seu caráter e até mesmo sua personalidade futura.

Quanto mais a ciência progride no estudo da vida intrauterina, mais entendemos e devemos respeitar imperativamente o valor de cada pessoa desde o início de sua existência.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
BebêsCiênciaGravidezVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia