Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Setembro |
São Cosme e São Damião
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Profecia de São Malaquias: será Francisco o último Papa?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
shutterstock_1652790859.jpg

NorKoohe | Shutterstock

Anna Ashkova - publicado em 18/08/22

A especulação sobre uma possível renúncia do Papa Francisco está a agitar os defensores da profecia de São Malquias. Uma interpretação deste texto do século XVI apresentaria Francisco como o último Papa da história. Entenda o porquê

Ainda existem rumores sobre uma possível renúncia do Papa. Depois de ter afastado publicamente por muito tempo essa hipótese, Francisco levantou finalmente o assunto no regresso da sua viagem ao Canadá no final de Julho.

“Creio que na minha idade, e com estes limites, devo ter calma para poder servir a Igreja, ou pelo contrário, pensar na possibilidade de me pôr de lado”, disse.

E acrescentou: “Com toda a honestidade, não se trata de uma catástrofe. Podemos mudar os Papas”.

Uma possível renúncia que reaviva as especulações que circulam na internet sobre a profecia de São Malaquias. Muitos entusiastas dessa profecia são categóricas: para eles, Francisco é o último Papa antes do fim do mundo.

112 lemas pontifícios

A profecia de São Malaquias, também conhecida como a “profecia dos Papas”, é um documento escatológico cujos primeiros vestígios remontam ao final do século XVI.

A obra foi atribuída a São Malaquias de Armagh, um arcebispo irlandês que morreu na Abadia de Clairvaux em 1148.

De fato, o texto de seis páginas contém uma lista de 112 lemas pontifícios, escritos em latim, que – segundo alguns esoteristas – caracterizariam cada um dos papas desde Celestino II até ao último pontífice da Igreja.

Segundo esta profecia, o lema “De labore solis” (Da labuta do sol) corresponderia ao pontificado de João Paulo II.

Os esoteristas especularam que isto se refere ao número de anos em que o Papa polaco ficou no trono de São Pedro: 28 anos, o que corresponde a um ciclo solar.

Já Bento XVI teria herdado a fórmula “De gloria olivae” (A glória da oliveira). O que significaria o Papa ter sido eleito logo depois do Domingo de Ramos.

Nesse sentido, resta apenas um lema na famosa lista de São Malaquias: “Petrus Romanus” (Pedro, o Romano). E seria de fato atribuído ao último papa da história humana, como sugere o texto.

“Na última perseguição à Santa Igreja Romana, Pedro, o Romano, que alimentará as suas ovelhas através de muitas tribulações. Quando estas terminarem, a cidade das sete colinas será destruída e o temido juiz julgará o seu povo”. Depreende-se que a cidade de Roma seria destruída ao mesmo tempo.

“Não se sabe o dia nem a hora”

É difícil dizer, contudo, se esta profecia, que não é reconhecida pela Igreja e que a maioria dos estudiosos considera apócrifa, corresponde ao Papa Francisco.

Apócrifos deste tipo, mais ou menos esotéricos, não são raros. Além disso, mesmo que a Igreja acredite no dom da profecia e ensine que através do batismo todos nos tornamos sacerdotes, profetas e reis, as profecias não se destinam a satisfazer uma curiosidade sobre o futuro, o que seria antes uma falta de esperança.

Em relação ao fim dos tempos, é importante recordar as palavras de Jesus na parábola das virgens tolas e sábias: “Vigiai, porque não sabeis o dia nem a hora” (Mt 25, 13). Neste sentido, o Catecismo da Igreja Católica ensina-nos:

2115. Deus pode revelar o futuro aos seus profetas ou a outros santos. Mas a atitude certa do cristão consiste em pôr-se com confiança nas mãos da Providência, em tudo quanto se refere ao futuro, e em pôr de parte toda a curiosidade malsã a tal propósito. A imprevidência, no entanto, pode constituir uma falta de responsabilidade.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
HistóriaHistória da IgrejaMortePapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia