Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 15 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa Francisco convida a sair da “apatia” e viver a “empatia”

Pope-Francis-during-his-weekly-general-audience-April-26-2023

Antoine Mekary | ALETEIA

#image_title

I. Media - publicado em 26/04/23

O chamado de Deus que "quer que sejamos seus filhos" está "inscrito nas fibras de nosso ser" e esconde o "segredo da felicidade". Veja aqui a palavra do Papa:

Sair da “apatia” e viver a “simpatia e a empatia”. Esse é o desejo do Papa Francisco aos cristãos, em sua mensagem para o 60º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, que será celebrado no domingo, 30 de abril de 2023, com o tema “Vocação: graça e missão”.

Nessa mensagem, publicada em 26 de abril para esse dia instituído por Paulo VI em 1964, o Papa assegura que o chamado de Deus que “quer que sejamos seus filhos” está “inscrito nas fibras de nosso ser” e esconde o “segredo da felicidade”. “A imaginação de Deus que nos chama é infinita”, ele também afirma.

Vocação

A vocação pode “irromper inesperadamente”, enfatizou o pontífice de 86 anos. Antes de recordar a sua própria: “Foi o que aconteceu comigo em 21 de setembro de 1953, quando, a caminho do festival anual dos estudantes, senti a necessidade de entrar em uma igreja e me confessar. Aquele dia mudou minha vida e a moldou de uma forma que continua até hoje”.

O líder da Igreja Católica pediu que o chamado divino não fosse reduzido “ao silêncio”. “Não existe vocação sem missão. E não há felicidade ou plena realização pessoal sem oferecer aos outros a nova vida que encontramos”, insiste ele. Ele deseja que os batizados “levem vida a todos os lugares, especialmente onde há exclusão e exploração, miséria e morte”.

Estilo de vida gentil

“Na Igreja, somos todos servos, homens e mulheres, com diferentes vocações, carismas e ministérios”, escreve o sucessor de Pedro, que nos exorta a “testemunhar com alegria, em todas as situações, com atitudes e palavras, o que vivemos ao estar com Jesus e em sua comunidade que é a Igreja”. Concretamente, trata-se de praticar “obras de misericórdia corporais e espirituais, por meio de um estilo de vida acolhedor e gentil, capaz de proximidade, compaixão e ternura, contra a corrente da cultura da rejeição e da indiferença”.

Por fim, referindo-se à próxima Jornada Mundial da Juventude, que ocorrerá de 1 a 6 de agosto em Lisboa, o Papa Francisco convida os jovens a terem “corações ardentes e pés em movimento”. “Que cada um de nós se sinta chamado a levantar-se e a sair apressadamente, com o coração ardente”, diz o Papa, que aguarda este evento em Portugal “com alegria”.

Tags:
JovensPapa FranciscoVirtudesVocação
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia