Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa recebe filha e marido da católica paquistanesa condenada ao enforcamento

© ServizioFotograficoOR/CPP
Compartilhar

Asia Bibi é a mãe de família católica presa no corredor da morte do Paquistão há quase 10 anos, acusada injustamente de blasfêmia contra o islã

A mamãe está bem. Nós esperamos a libertação dela e pedimos ao Papa para rezar por nós”, declarou, com esperança inquebrantável, a filha caçula de Asia Bibi. Sua mãe é a mulher católica paquistanesa que está na prisão há 9 anos sob acusação de blasfêmia contra o islã, o que é questionado por centenas de associações do mundo inteiro. Saiba mais sobre Asia Bibi e o seu espantoso calvário acessando o artigo ao final deste texto.

Nesta quinta-feira, 22 de fevereiro, a jovem e seu pai participaram em Roma de um encontro organizado pela fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) em favor dos cristãos perseguidos no mundo.

Neste sábado, o Coliseu será iluminado de vermelho para recordar o sangue dos mártires cristãos em todo o planeta. Serão iluminadas também a catedral maronita de Santo Elias, em Aleppo, na Síria, e a igreja de São Paulo em Mossul, no Iraque, outros países brutalmente martirizados em nossa época.

Além do marido e da filha caçula de Asia Bibi, participou do evento em Roma a cristã nigeriana Rebecca Bitrus, de 28 anos, que foi refém durante 2 anos do grupo terrorista Boko Haram. Os três serão recebidos pessoalmente pelo Papa Francisco no sábado.

Rebecca foi violentada e ficou grávida de um terrorista. Quando fugiu do cativeiro, ela conseguiu levar o filho consigo e, mais tarde, reencontrou o marido, que acolheu tanto a esposa quanto a criança inocente. Rebecca testemunhou nesta quinta-feira:

“Eu nunca deixei de ter confiança em Deus”.

A história arrepiante e estarrecedora de Rebecca pode ser lida em detalhes (aviso: são detalhes chocantes) neste artigo:

Papa recebe refém que engravidou de jihadista estuprador e fugiu salvando os filhos

Rebecca e Bitrus vítimas Boko Haram
Ajuda à Igreja que Sofre

* * *

QUER SABER MAIS SOBRE ASIA BIBI E SEU CALVÁRIO?

A católica que vive há 3.000 dias no inferno à espera do enforcamento

Asia Bibi © YouTube
Asia Bibi