Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 16 Junho |
Santos Julita e Ciro
home iconAtualidade
line break icon

Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosamente de… solidão!

Polizia di Stato

Reportagem local - publicado em 30/09/19

Ela, de 84 anos, e ele, de 94, choravam em pranto dilacerante - e o caso deles é bem mais comum do que se possa imaginar

Avisados pelos vizinhos, que tinham denunciado gritos e choro procedentes de um dos domicílios do conjunto residencial, quatro policiais italianos bateram à porta de um apartamento em Roma no verão de 2016. Dentro do apartamento, segundo o jornal La Repubblica, os policiais testemunharam uma cena surpreendente, que os deixou de boca aberta e lhes partiu o coração: um casal de idosos não conseguia controlar as lágrimas e chorava copiosamente de… solidão!

Quem chorava, em um pranto dilacerante, eram Jole e seu esposo Michele (pronuncia-se “Iôle” e “Mikéle”), ela com 84 anos, ele com 94, ambos vítimas de uma “incurável solidão”.

Grande parte dos vizinhos estava ausente e a cidade toda estava mais vazia por causa das férias de verão no hemisfério Norte. Entre aquela e várias outras razões aparentemente banais, mas acumuladas na alma a ponto de explodir, o casal também chorava de desânimo e de preocupação por causa das “horríveis notícias” que viam o tempo todo na televisão.

Esse episódio ganhou o mundo em 2016, já que a polícia italiana divulgou o caso e ele chegou rapidamente às principais manchetes do país, passando de imediato para as redes sociais. Mas situações semelhantes são bem mais comuns do que se possa imaginar – e continuam acontecendo mundo afora, verão após verão, inverno após inverno.

Ao verem a situação impactante, os quatro policiais tiveram uma iniciativa pelo menos tão surpreendente quanto, só que agora em sentido positivo: enquanto um deles se pôs de imediato a preparar um jantar, os outros três se sentaram gentilmente ao lado dos dois anciãos para lhes dar um dos presentes mais belos e inesquecíveis que um idoso espera dos outros seres humanos: conversar com eles.

Tags:
Cultura do descarteDepressãoIdosossolidaosolidariedadeValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
POPE FRANCIS - PENTECOST MASS - SUNDAY
Comunidade Shalom
Depois da Comunhão, o que (e por quem) é mais aconselhável rezar?
4
Reportagem local
Poderoso filme de 1 minuto sobre casamento rende prêmio a cineast...
5
Reportagem local
Papa Francisco explica quais são os piores inimigos da oração
6
PASSION OF THE CHRIST
Cerith Gardiner
7 provações e tribulações que Jim Caviezel enfrentou ao interpret...
7
Reportagem local
Você é madrinha ou padrinho? Sabe o que isso significa?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia