Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 21 Janeiro |
São Sebastião
home iconAtualidade
line break icon

Vacinas contra covid-19 são moralmente aceitáveis, diz Vaticano

Vacina covid-19

M-Foto | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 21/12/20

Nota da Congregação para a Doutrina da Fé esclarece questões ligadas a objeção de consciência, bem comum e uso de células de fetos abortados

Vacinas contra covid-19 são moralmente aceitáveis, diz Vaticano: a declaração foi emitida em nota pela Congregação para a Doutrina da Fé, com aprovação do Papa Francisco.

Assinada pelo prefeito dessa congregação, cardeal Luis Ladaria, e pelo secretário, dom Giacomo Morandi, a nota que o Papa Francisco aprovou no último dia 17 de dezembro afirma que “podem ser usadas todas as vacinas reconhecidas como clinicamente seguras e eficazes, com a consciência certa de que o uso de tais vacinas não significa cooperação formal com o aborto do qual derivam as células com as quais as vacinas foram produzidas”.

A menção ao aborto se refere ao fato de que algumas vacinas, não apenas contra a covid-19, utilizaram ou utilizam linhas celulares de fetos que foram abortados.

A nota vaticana retoma três pronunciamentos anteriores sobre o tema:

  • um de 2005, da Pontifícia Academia para a Vida;
  • a instrução “Dignitas Personae“, de 2008, também da Congregação para a Doutrina da Fé;
  • e uma outra nota de 2017 da Pontifícia Academia para a Vida.

A nota atual da Congregação para a Doutrina da Fé, especificamente sobre as vacinas contra a covid-19, considera:

  • Não é seu objetivo “julgar a segurança e eficácia” destas vacinas, que são de responsabilidade de pesquisadores e indústrias farmacêuticas.
  • O foco da congregação está no aspecto moral do uso das vacinas desenvolvidas com tecidos de dois fetos que não foram abortados espontaneamente na década de 1960.
  • A nota evoca a instrução “Dignitas Personae”, aprovada pelo Papa Bento XVI, que diferencia as responsabilidades: “nas empresas que utilizam linhas celulares de origem ilícita, a responsabilidade dos que decidem a direção da produção não é idêntica à daqueles que não têm poder de decisão”.
  • Seguindo este mesmo raciocínio da instrução de 2008, a nota atual da congregação afirma que, não havendo disponibilidade de vacinas contra a covid-19 “eticamente não objetáveis”, é “moralmente aceitável” aplicar as vacinas que usaram linhas celulares de fetos abortados.

A razão desta análise é que as pessoas que se vacinam não estão cooperando direta e voluntariamente com o mal do aborto e não são moralmente obrigadas a evitarem as vacinas devido à gravidade do agente patógeno que é preciso agora controlar (o coronavírus). Por isto, prossegue a Congregação para a Doutrina da Fé, “podem-se usar todas as vacinas reconhecidas como clinicamente seguras e eficazes, com a consciência certa de que o uso de tais vacinas não significa uma cooperação formal com o aborto do qual derivam as células a partir das quais as vacinas foram produzidas”.

Além disso, a congregação esclarece:

“O uso moralmente lícito desses tipos de vacinas, devido às condições particulares que o possibilitam, não pode, por si só, constituir uma legitimação, mesmo que indireta, da prática do aborto, e pressupõe a oposição a essa prática por parte daqueles que a ela recorrem”.

A congregação vaticana acrescenta que o ato de receber essas vacinas também não deve implicar a aprovação moral do uso de linhas celulares provenientes de fetos abortados. De fato, a nota pede às indústrias farmacêuticas e às agências de saúde dos países para produzirem vacinas “eticamente aceitáveis, que não criem problemas de consciência”.

No tocante à obrigatoriedade da vacina contra a covid-19, a congregação declara que a vacinação, como regra, não é uma obrigação moral e, portanto, deve ser voluntária. No entanto, também recorda que existe o dever de buscar o bem comum, que, “na ausência de outros meios para deter ou mesmo prevenir a epidemia, pode recomendar a vacinação especialmente para proteger os mais fracos e expostos”. Neste sentido, aquele que se recusar por razões de consciência a tomar vacinas produzidas com linhas celulares originárias de fetos abortados deve “tomar medidas para evitar, por outros meios profiláticos e comportamentos apropriados, tornar-se veículo de transmissão do agente infeccioso”, visando evitar “qualquer risco à saúde” das pessoas mais vulneráveis.

A nota da Congregação para a Doutrina da Fé qualifica como “imperativo moral” garantir o acesso das pessoas a “vacinas eficazes e eticamente aceitáveis”, especialmente nos países mais pobres “e de forma não onerosa para eles”, já que a falta de acesso às vacinas “se tornaria outro motivo de discriminação e injustiça”.


Pe. Zezinho

Leia também:
Termo de compromisso para vacina covid-19: pe. Zezinho diz que assinaria

Tags:
Ciênciacovid-19medicinamoral
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
3
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
4
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
5
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
6
Pope Audience Wednesday
Vatican News
A importância de ir à Missa aos domingo, segundo o Papa Francisco
7
JOE BIDEN
Francisco Vêneto
Joe Biden nomeia defensora do aborto para dirigir ações humanitár...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia