Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 03 Março |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

5 fatos fascinantes sobre a vida terrena de Jesus

Jesus Christ

El Greco | CC BY 2.0

Philip Kosloski - publicado em 24/03/21

Que língua Jesus falou? Que tipo de comida ele comeu?

Embora muito tenha sido escrito sobre os milagres e o ensinamento de Jesus, às vezes esquecemos o elemento humano de sua vida terrena.

Jesus nasceu, cresceu e, como as Escrituras explicam sucintamente, “Jesus chorou”.

Jesus também falava a língua da época e comia os alimentos que eram comuns no Oriente Médio.

Tudo isso nos lembra que Jesus andou nesta terra, mostrando-nos o caminho para a vida eterna com ele.

Aqui estão 5 fatos particularmente fascinantes sobre Jesus que nos dão uma visão sobre o lado humano de sua vida terrena.

Que língua Jesus falou?

Sabemos o que Jesus disse durante sua vida graças aos quatro evangelhos. Mas nem todo mundo sabe qual língua ele usou para comunicar sua mensagem. A maioria dos historiadores concorda em pensar que Jesus falava principalmente aramaico, embora também fosse fluente em hebraico e grego. O aramaico era de fato a língua mais falada na Terra Santa durante a vida de Jesus, e é por isso que Mel Gibson o escolheu como idioma para seu filme A Paixão de Cristo.

7 alimentos saudáveis ​​que Jesus comeu

Muitas vezes, a abordagem mais simples para nutrir nossos corpos pode ser a mais benéfica. Uma maneira perfeita de simplificar seria seguir a dieta mediterrânea clássica a que o próprio Jesus estava acostumado. As Escrituras mostram que a dieta mediterrânea de Jesus incluía figos, peixes, cordeiro, vinho e azeite.

Jesus e José eram realmente carpinteiros?

A maioria das traduções usa a palavra “carpinteiro” para descrever a atividade de Jesus e José. Mas a palavra grega que lemos nos Evangelhos de Mateus e Marcos pode ser lida de muitas maneiras diferentes. A palavra que os Evangelhos usam é “téktōn”, um termo comum usado para artesãos e marceneiros (então, sim, pode ser traduzido como “carpinteiro”). Mas também, curiosamente, pode se referir a pedreiros, construtores, trabalhadores da construção ou mesmo para aqueles que se destacam em seu ofício e são capazes de ensinar os outros (como o maestro italiano). A tradução latina que encontramos na Vulgata, “faber”, na verdade preserva os significados muito diferentes que o grego “téktōn” tem. Um “faber” é um termo geral usado para trabalhadores e artesãos em geral.

O nome de Jesus era realmente “Jesus”?

O nome Yeshua (a forma original do nome hebraico, sendo uma derivação do antigo Yehoshua) era relativamente popular na Judéia na época de Jesus. Pode-se encontrar nas obras de Flávio Josefo, o historiador do século I, pelo menos 20 pessoas diferentes chamadas Iesous. Além disso, ele não é o primeiro personagem a ser chamado de Yeshua (Josué) na Bíblia (lembra do Livro de Josué no Antigo Testamento?). O nome, etimologicamente, significa “Deus salva”, “Yahweh é a salvação”, “Yah salva”. Este é realmente o nome que todos os Evangelhos usam para se referir a Jesus.

O que Jesus realmente se parecia?

Jesus Cristo provavelmente tinha altura mediana, olhos castanhos, cabelos pretos e pele morena – as características mais comuns dos homens de sua época, de acordo com vestígios arqueológicos, textos históricos e representações pictóricas de pessoas da Judéia do século 1. Ao contrário do ícone de cabelos compridos que todos conhecemos, o “Rei dos Reis” provavelmente tinha cabelo curto e barba aparada – uma tática de higiene popular que poderia prevenir os piolhos.


Papa Francisco em oração

Leia também:
Oração consegue milagres quando em sintonia com o Coração de Jesus, diz Papa

Tags:
BíbliaHistória da IgrejaJesus
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia