Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

URGENTE: Itália concede cidadania ao bebê Alfie na tentativa de salvá-lo da morte

Alfie Evans
Alfie's Army - Facebook
Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

Reviravolta acontece no mesmo dia em que o bebê ia ser morto por ordem da "justiça" no Reino Unido - o país, contraditoriamente, celebra o nascimento do novo bebê real

O Reino Unido celebra hoje o nascimento do terceiro bebê dos príncipes William e Kate – um fato certamente merecedor de toda alegria e celebração por parte de todos nós. Que a vida seja sempre celebrada!

No entanto, por uma impressionante coincidência, esta mesma data ficaria marcada também como o dia em que o país esteve prestes a manchar a sua história com sangue inocente apesar de milhões de vozes levantadas em protesto no mundo inteiro:  por determinação judicial, estava marcado para esta tarde o desligamento dos aparelhos que mantêm vivo o bebê Alfie Evans, protagonista de um dos maiores e mais extraordinários esforços colaborativos internacionais em favor da vida. Saiba mais, aqui, sobre o caso do bebê a quem representantes da “justiça” britânica querem negar toda chance de tratamento.

Surpreendente e luminosa reviravolta

Mas um terceiro fator se une a esta data e lhe dá mais um motivo para ser inesquecível: em mais uma reviravolta luminosa, a Itália concedeu hoje ao pequeno Alfie, de modo oficial e surpreendente, a cidadania italiana, visando assim reforçar a até agora remota possibilidade de reversão da decisão cruel e teimosa da “justiça” britânica de negar ao bebê um tratamento ao menos paliativo no hospital vaticano Bambino Gesù.

Neste momento, centenas de manifestantes estão diante do hospital Alder Hey, em Liverpool, para dar apoio a Alfie e aos seus pais, Tom e Kate – sim, a mãe de Alfie tem o mesmo nome da princesa. Manifestação pública semelhante foi feita recentemente, quando Tom tentou retirar o bebê do hospital alegando que ninguém tem o direito de mantê-lo “refém” sem o seu consentimento.

Alfie Evans protesto pais
Reprodução

O pai, de 21 anos, tinha conseguido uma equipe de médicos poloneses, que aguardavam com todo o equipamento necessário para transferir o bebê em segurança para um avião-ambulância que o levaria a Roma. A “justiça” proibiu, na ocasião, que Alfie fosse retirado do hospital.

Continuemos orando.

O apoio total do Papa Francisco a Alfie e seus pais

Papa Francisco e Tom Evans
Vatican Media
Papa e Tom Evans
ANSA, via Vatican News

Na semana passada, Tom foi recebido pessoalmente pelo Papa no Vaticano. Saiba mais aqui.

*

E UMA DISCUSSÃO IMPRESCINDÍVEL:

Onde está, ó “grande mídia” brasileira, o bebê Alfie em tuas manchetes?

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições